Seja louca!



Eram 14 passos, 14 passos entre ela e eu. Minha timidez fez os 14 passos parecerem uma maratona, o 14º passo parecia ter sido dado com câimbras de cansaço... Durante essas "horas" de caminhada até minha amada, por inúmeras vezes pensei em voltar, esquecer e seguir a vida. O problema é que parei, sem perceber que estava no meio da rua. Logo em seguida, um barulho altíssimo, era um motorista irritado buzinando para que eu saísse da frente. Eu não podia voltar pra trás, haviam carros e mais carros passando. Tive de continuar, querendo tão somente chegar ao outro lado. O plano de conhece-lá já não existia mais.
Alguns passos adiante, chego em segurança a calçada, paro de costas para ela. Suando frio, não pelo susto no meio da rua, mas, sim por estar tão perto da garota que me tirava o sono todas as noites, e fazia com que eu me sentisse um covarde por não tentar conhece-lá. Agora estava muito perto. Talvez mais um ou dois passos.





É estranho dizer que ela é o amor da minha vida sem ao menos conhece-lá, eu sei. Talvez minha timidez esteja me avisando de que eu não deveria estar aqui. Se eu demorar muito, não conseguirei atravessar de novo, o ônibus partirá sem mim e então, correrei o risco de ser demitido.

É estranho mesmo, eu sei. O problema é que ela sorri pra mim o tempo todo. Isso pode ser educação, ou simpatia só isso, mas, pra mim é o suficiente. Estou mesmo apaixonado e não me irrite com sua desconfiança!

Eu olho por cima do ombro e ela esta sorrindo. Olho para a frente. Olho de novo por cima do ombro e ela está vindo em minha direção. Minhas mãos estão frias e molhadas, as esfrego na calça na intenção de seca-las.

Ela para do meu lado esquerdo, segura minha mão e me puxa em direção a rua, os carros estavam parados, o sinal estava vermelho. O ponto no qual eu deveria estar, já ficou pra trás. Com certeza serei demitido! Ela continua segurando minha mão, até chegarmos na praça próxima a avenida.

Ela se senta e começa a me fazer perguntas com uma voz doce e animada, ela fala bem rápido e é difícil lembrar de tudo. "Você gosta de ouvir que tipo de música?" "Gosta de ler?" "O que você faz?" "Vamos sair, hoje?" "Você gosta de mim?"


Eu não entendi.

Comentários

Postagens mais visitadas