Análise - Corinthians 2x0 Univ. do Chile


Como Corintiano confesso estar um pouco aliviado com o resultado final da partida. Aos 30 minutos do primeiro tempo, disse ao meu irmão: "Parece que já estamos há 1 hora sem tocar na bola.". A equipe Chilena veio para São Paulo com uma estratégia interessante e digna de aplausos. É o que cobramos o tempo inteiro dos times do futebol brasileiro, CORAGEM! 

Tudo bem, eles pagaram caro por sua Coragem, mas à tiveram. Decidiram manter o padrão de jogo. Posse de bola, troca de passes, poucas bolas rifadas, muitas invertidas de jogo. O time chileno foi efetivamente perigoso em poucos momentos, é verdade, mas em alguns momentos do primeiro tempo, chegou a ter 70% de posse de bola. Jogando fora de casa! Se o Corinthians não tivesse encontrado o gol no fim do primeiro tempo, talvez tivesse sofrido durante todo o segundo tempo. SE, eu sei. 

Defesa sólida: O Corinthians tem tido boas defesas há alguns anos e o atual time mantém o padrão.
Pablo é uma grata surpresa e forma uma boa dupla com Balbuena no centro da zaga. Ambos tem bom jogo aéreo e fazem o simples (Zagueiro zagueirando).

Arana tem jogado muito bem, talvez seja o principal jogador da equipe no momento, tanto no ataque quanto na defesa, tem sido regular. Fagner é um jogador seguro, não há muito o que falar. Está na seleção e é regular.
O volante Gabriel não caiu atoa nas graças da torcida. Tirando as faltas idiotas que faz, Gabriel tem jogado muito bem. Rouba bolas com facilidade, está sempre próximo dos armadores adversários, é rápido e raçudo. Sem contar que  tem boa saída de bola.

É claro que a solidez defensiva do Corinthians, não se deve à esses 5 jogadores. Há claramente uma ordem aos 11 jogadores. Romero marca, Jadson marca, Jô marca. O time suporta bem a pressão e sabe jogar acuado. Eespecula bem nos contra-ataques e ontem poderia ter matado o jogo no contra-ataque puxado por Jô.
Mesmo tendo essa herança defensiva de alguns anos, é preciso valorizar o trabalho do Carille nesse sentido.
É bonito? Não muito. É efetivo? Tem sido!

Foi um jogo duríssimo aqui no Brasil e sem dúvida será ainda mais difícil no Chile. A Univ. não terá nada a perder e jogará em casa, diante da sua torcida. Imagino que multiplicarão suas tentativas ofensivas e cederão contra-ataques assim como fizeram no segundo tempo de ontem. Se a defesa manter sua regularidade, o Corinthians pode se utilizar de contra-ataques como fez contra o Palmeiras na Arena.

O Corinthians fez uma boa partida no geral. Jogos por campeonatos eliminatórios tendem a deixar os jogadores mais nervosos, ontem eles não deixaram isso aparecer. Foram seguros e regulares, talvez sejam essas as palavras que definam esse time até agora. É seguro e regular. Não faz muitos gols, mas também não toma muitos gols. É assim que se joga campeonatos desse tipo. Defesa forte e efetividade no ataque.

O Corinthians ainda não está classificado, mas o resultado de ontem foi incrível.

Cássio: 7 - Fez uma boa defesa enquanto o jogo ainda estava 0x0.
Léo Príncipe: 7 - Não me agrada no geral, mas ontem foi bem na marcação.
Balbuena: 7 - Passou tranquilidade como capitão no jogo de ontem.
Pablo: 7 - Foi seguro como tem sido até aqui.
Arana: 7 - Fez mais uma boa partida. Avançou bem em alguns momentos e foi bem na marcação.
Gabriel: 7 - Mais um bom jogo. Cuidou bem do centro do ataque Chileno. Mas tomou outro cartão por uma falta boba.
Rodriguinho: 7 - Não fez uma boa atuação no geral. Tudo bem, ele fez o gol e arrancou bem com a bola em um ou dois momentos, mas precisa-se de mais dele. Organizando o time no meio junto ao Jadson.
Maycon: 8 - Gostei muito da partida de ontem. Participou de quase todas as saídas de bola do Corinthians, ocupou espaços e jogou bem junto ao Arana. Na marcação foi incansável.
Jadson: 8 - Apesar de não ter começado bem a partida, conseguiu se encontrar. Carille o mudou de lado e então passou a jogar muito bem, pela direita e pelo meio. Fez um belo gol de fora da área. Tem evoluído tecnicamente.
Romero: 7 - Fez um jogo tático. Foi importante enquanto esteve pela direito junto ao Léo. Ajudou o garoto que não vinha atuando bem.
Jô: 7 - Fez em diversas oportunidades um belo trabalho de pivô. Ganhou muitas disputas aéreas. Teve uma boa oportunidade em uma bola enfiada pelo Jadson. No geral foi uma boa atuação. Melhorou muito fisicamente.
Carille: 9 - Em seu primeiro jogo internacional como técnico efetivo do Corinthians, Carille pareceu entender bem o ritmo do jogo. Do meio do primeiro tempo até o fim do jogo, soube dosar o ritmo do time. Começou se segurando, deixando os chilenos com a bola e depois passou a ocupar os espaços e manter mais a bola. Eu falei de coragem no começo, e ontem suas substituições foram surpreendentes. Colocou Clayton, que teve uma boa chance de ampliar o placar. Pedrinho e Camacho. Nenhuma substituição defensiva como vinha fazendo. Percebeu que o adversário estava exposto e tinha se mandado ao ataque. Foram ótimas alterações.

No geral, acho que foi um resultado merecido. Mesmo enquanto esteve sem a posse da bola, o time não tomou grandes sustos. Soube se comportar e foi efetivo. Domingo o Corinthians enfrenta o Botafogo de Ribeirão em casa. A expectativa é que a equipe demonstre um futebol mais ofensivo. Não se pode jogar contra o Botafogo como se jogou ontem. É hora de atacar e impor o jogo!

Enfim, espero que gostem desse novo pedaço do blog. Não falarei apenas do Corinthians, mas na maioria das vezes sim.


Comentários

Postagens mais visitadas