House of cards - Você precisa ver!


É uma série renomada? É! Já ganhou emmys? Já! Mas, talvez você não conheça, o que não é nenhum pecado, certo? ERRADO! Na verdade é um pecado sim! Mas, não se preocupe, eu também não conhecia e agora me sinto finalmente, absolvido.

Estou escrevendo algumas horas depois de terminar o último episódio da quarta temporada. Já dormi e acordei, mas confesso que ainda sinto aquele vazio de fim de série, sabe qual é? Então, felizmente a quinta temporada vem ainda esse ano, então você tem tempo para começar a série e assistir sem pressa, um episódio de cada vez (Como se fosse possível).


Vou lhe dar um resumo do enredo da série e acredito que  isso será o suficiente para te deixar intrigado.

Frank Underwood (O cara da foto ai em cima), esperava ser nomeado pelo novo presidente dos Estados Unidos como secretário de estado. Para sua surpresa e de sua esposa, o presidente o mantém no mesmo cargo que ocupava antes de ajudar o presidente a ser eleito. Este é o ponto inicial da série. A partir daí, Frank e Claire, arregaçam as mangas e começam a botar em prática uma série de planos para alcançarem seus objetivos.

Manipulação, mentira e corrupção, nada disso importa, dane-se a moral e a ética. Frank usa as pessoas ao seu redor, trama por trás do presidente, chantageia seus deputados e faz tudo o que é preciso para fixar os degraus para sua ascensão.

Sangue, dor, medo e morte, nada disso importa! Danem-se todos. O casal Underwood não tem escrúpulos, não que os outros sejam santos, pois não são, mas estão longe, muito longe da astúcia e determinação do casal.

A trama se desenvolve ao redor da sede de Frank pelo poder. A série mostra do que o homem  é capaz de fazer para conquista-lo. Há limites para se conseguir o que quer? Frank diria que não! E você se surpreenderá com o que ele é capaz de fazer.

Não demora muito pra perceber que mesmo sendo ficção, ela nos lembra um pouco da realidade. O que o povo americano na série sabe, é 1% do que realmente acontece lá dentro. Me pergunto se talvez nós também saibamos tão pouco quanto eles sobre o que acontece no nosso país. É possível.

A série também retrata um lado do ser humano que normalmente é escondido ou maquiado. Podemos ser maus, muito maus. Se quisermos o seremos. Frank e Claire são realistas quanto a isso. Doug, chefe de gabinete de Frank é realista quanto a isso. E todos os que são inocentes e ingênuos, com certeza serão esmagados pelo casal e seus companheiros.

Personagens principais: 
Frank Underwood: Kevin Spacey tem um óscar como coadjuvante e um como protagonista. É um puta ator e sua atuação em House of Cards, é uma das coisas mais sensacionais que já vi. É perfeita!

Claire Underwood: Robin Wright é uma mulher muito forte. Divide com o marido o desejo de poder. Nas poucas vezes em que o vê oscilar, está ali para empurra-lo de volta ao rumo. Mas não é só uma esposa que abriu mão de seus desejos pelos do marido. Ela tem seus objetivos e vai correr atrás deles!

Os personagens secundários são tão bons quanto os protagonistas.
Doug é chefe de gabinete, um homem tão inescrupuloso quanto Frank. Está com o chefe e muitas vezes é quem coloca as mãos na massa.

Zoe Barnes é uma repórter que se envolve com Frank. Sua relação repórter e fonte, acaba evoluindo para um caso. É uma personagem interessante, que me irritou muito por sinal.

Peter Russo é um deputado que de repente começa a receber "apadrinhamento" de Frank. Uma boa não?

Remy Danton é interpretado pelo ganhador do último óscar de melhor ator coadjuvante. Mahershala Ali. É um lobista que já esteve trabalhando com Frank e agora trabalha para companhias de gás natural.
Raymond Tusk é conselheiro do presidente e chefe de Remy.

Inúmeros personagens surgem e somem, voltam e vão, mas todos foram construídos muito bem. Não há ninguém inútil, não existem personagens fracos. Todos são complexos, tem coisas a revelar e impulsionam o desenrolar da história. Poderia citar vários, como Mitchell o segurança do casal, Lucas um repórter que os investiga, Linda Vasquez, chefe de gabinete do presidente Gareth, etc...

Curiosidades:
Dilma Rousseff  e Barack Obama são fãs assíduos da série.

David Fincher é um dos diretores. Foi diretor de  filmes como, Amnésia, Clube da Luta, Seven, Os homens que não amavam as mulheres, Garota exemplar e etc...

É uma série ORIGINAL NETFLIX.

Minha curiosidade preferida é essa: Frank em diversos momentos olha no seus olhos e conversa com você! Ele conta seus planos, xinga alguém, faz algum comentário ou conta uma piada. Eu amo quando há essa quebra de barreira. Ele sabe que estamos ali, assistindo-o e de certa forma, somos cúmplices de todos os seus atos. É brilhante.

Segue algumas frases do grande protagonista:

"A DEMOCRACIA É SUPERESTIMADA."

"ELE ESCOLHEU DINHEIRO EM VEZ DE PODER - UM ERRO QUE QUASE TODOS DESSA CIDADE COMETEM. DINHEIRO É A MANSÃO NO BAIRRO ERRADO, QUE COMEÇA A DESMORONAR APÓS DEZ ANOS. PODER É O VELHO EDIFÍCIO DE PEDRA, QUE SE MANTÉM DE PÉ POR SÉCULOS."

"SE NÃO GOSTA DE COMO A MESA ESTÁ POSTA, VIRE A MESA."

Por fim, darei minha nota e o porque você DEVE assistir a série:

NOTA: 10

Primeiro é uma trama política incrível. Eu provavelmente assisti no pior momento possível. Só a palavra política me produz arrepios, estava e estou farto disso, mas a série é demais!
Frank é um dos melhores protagonistas que já vi, principalmente pelo lance de saber que estamos ali com ele. É genial!
A série é baseada na forma de política americana, dois partidos e tal. Ajuda a conhecer um pouco da forma americana de governo.
E assista porque estou indicando, eu já te decepcionei?

Enfim, está sem dúvida alguma no meu TOP 3 de séries.

Obrigado NETFLIX e se leu até aqui.... Confie em mim e seja cúmplice de Frank Underwood!








Comentários

Postagens mais visitadas